Arquivo

Archive for dezembro \30\UTC 2010

The X-Factor – Final da 7ª temporada[07×29 & 07×30]

Chegamos a mais um final do reality musical mais divertido da atualidade. Esse ano com quatro participantes, tivemos eliminações emocionantes e apresentações inspiradíssimas. Fugindo um pouco do habitual, colocarei a melhor apresentação de cada um dos participantes, começando pelo que foi eliminado primeiro até o grande vencedor.

 

4º Cher Lloyd – The Clapping Song

3º One Direction – Your Song

 

2º Rebecca Ferguson – Sweet Dreams

 

Campeão: Matt Cardle – When We Collide

 

Passadas duas semanas do final do reality, Matt continua com sua música em primeiro lugar na parada britânica.

Anúncios

Grey’s Anatomy – Almost Grown[07×05]

Após séculos de atraso com a série retomei aonde havia parado e o único ponto que ainda estava claro era Cristina.

Esse episódio foi bem desenvolvido com todos os personagens tendo pelo menos uma cena, e servindo para dar uma introdução ao que pode ser a grande história da série. A possível doença de Meredith.

Os residentes se tornando atendentes por um dia deu uma boa dinâmica para a série, mas o que apimentou mas coisas foi a competição pelo 1 milhão que o Chief ofereceu para o departamento com o melhor argumento.

Gostei bastante dos argumentos do Derek e da Bailey. Ela, super inteligente afirmando que 1 milhão não mudaria nada, mas que daria para melhorar o que precisasse, já ele mais preocupado com Meredith e a possibilidade dela desenvolver Alzheimer.

Falando na Grey, ela realizou com sucesso sua primeira cirurgia solo, mas essa questão da doença assusta. Será que teriam coragem de fazer isso com a protagonista? Acho arriscado demais.

Karev necessita de uma história, porque toda essa questão de amadurecimento já avançou e retrocedeu centenas de vezes e cansou.

Já Cristina está no meu coração, toda sua dificuldade em lidar com os pacientes por causa do trauma só fez o paciente simpatizar ainda mais com ela e criou laços. O que rendeu a bela cena na frente da equipe de transplantes.

Glee – Furt[02×08]


Sei que a série as vezes dá umas escorregadas, mas o fato é que o destaque dado a Kurt tem sido bem utilizado pelos roteiristas. Religião e sexualidade já foram abordadas, mas o bullying ganha uma importância e dimensão na história gigantescas.


Atualmente, todo mundo alerta sobre o bullying, desde a infância até a adolescência, e a série estar mostrando todas as dificuldades enfrentadas pelo personagem, evidencia como é grave esse problema.



O fato de Kurt ter até o apoio de Sue (que já havia mostrado simpatia com a causa antes por conta da irmã) não o ajuda a expulsar Karofsky da escola, que consegue voltar e com isso ele é quem irá embora, desfalcando o New Directions.


A história do casamento de Carole e Burt serviu pra acabar de vez com os problemas entre Finn e Kurt, e eles se tornando irmãos.



A performance de Marry You foi excelente, mas não foi impactante pelo fato de não ser novidade num casamento a dança na hora da entrada, seja na vida real ou numa série (The Office fez isso ano passado).


Quanto a Just The Way You Are, essa sim causou impacto e foi bem utilizada. A ambiguidade com a que utilizaram também tem que se louvar, já que Finn cantava pra mãe e também pra Kurt deixando tudo muito mais belo.

Categorias:Glee, Séries, TV Tags:, ,

The X-Factor – Top 5[07×27 & 07×28]

Semi Final do show, hora da verdade.

Primeira Rodada

Top 2

 

1º Rebecca Ferguson – Show Me Love

 

2º Matt Cardle – You’ve Got The Love

 

Bottom 2

 

4º Cher Lloyd – Nothin’ On You

 

5º Mary Byrne –  Never Can Say Goodbye

 

Segunda Rodada

 

1º Rebecca Ferguson – Amazing Grace

 

2º Mary Byrne – All I Want Is You

 

Bottom 2

 

4º Cher Lloyd – Love The Way You Lie

 

5º Matt Cardle – She’s Always A Woman

 

Num bottom com Cher Lloyd, Mary Byrne acabou sendo a eliminada antes da grande final.

The Good Wife – Cleaning Houses[02×04]

Em seu quarto episódio a série não me surpreendeu tanto, mas mostrou que ainda tem muito o que acontecer. Interessante perceber a quantidade de tramas inseridas nesse segundo ano e nem por isso algum personagem é deixado de lado.

O casal Will e Alicia deve demorar pra acontecer, mas a tensão entre os dois é muito legal de se acompanhar. Elizabeth Reaser entra na série como Tammy, que deverá atrapalhar o romance entre os dois, mas nesse episódio foi interessante ver a preocupação de Will com Alicia, que por pouco não se complicou com o vazamento do depoimento de Childs.

A grande surpresa da noite foi saber ao final do episódio que foi Wendy quem vazou o depoimento pra prejudicar Peter e Glenn e assim sair com vantagem na concorrência ao posto de procuradora do Estado. O roteiro soube trabalhar bem esse fato e nos enganou, ao deixar claro que seria Victoria quem concorreria.

A tensão cresce também entre Kalinda e Blake. A revolta dela quando descobre que ele tem instigado os outros quanto ao seu passado, foi impressionante. Melhor do que isso só o confronto entre os dois. Ok, descobrimos que Kalinda não é quem diz ser, e agora eu quero saber tudo sobre seu passado.

Quem tem crescido na série é o Matt Czuchry. A saída do personagem da Lockhart & Gardner para o gabinete da promotoria. O personagem está mais maduro e o ator melhorou bastante em comparação com a primeira temporada e tem ganho destaque.

Categorias:Séries, TV

Hawaii Five-O – Nalowale[01×05]



Após o decepcionante episódio passado, fui ver esse com um pé atrás. Afinal queria saber se a série iria seguir o ritmo inicial ou o que foi visto no anterior. Definitivamente, foi superior, mas ainda encontro alguns problemas na série.

Acho que os roteiristas e produtores estão fazendo um bom trabalho com o Scott Caan, que está aparecendo menos devido ao seu problema no joelho, incorporado na série e por isso utilizado como desculpa para o personagem não aparecer nas cenas de ação.

Já acho que a personagem da Grace Park é subaproveitada. Fica difícil saber se a atriz tem talento quando ela só faz a mesma coisa em todo o episódio, servindo como isca quando a vítima é uma mulher.

O episódio trouxe a volta de Jean Smart e a primeira aparição de Mais Oka, que podem ser boas adições à série. Porém, o Hiro de Heroes, ainda está muito fresco na minha memória, e portanto o ator ainda está com muitas marcas do personagem, o que tornou difícil de identificá-lo.

E o caso da semana que envolvia o seqüestro da filha de um embaixador amigo da governadora, foi o típico de que o que a gente está vendo não é o que parece ser. Pois, a equipe começa a investigar como se fosse um caso de tráfico de mulheres, se mostra sendo um caso envolvendo terroristas filipinos insatisfeitos com a presença americana no país.

E estão explorando um pouco mais da vida de Steve, seja na figura da irmã que descobriu que ele está investigando a morte do pai deles. Seja na figura da tenente que tem um caso com ele.

Glee – The Substitute[02×07]

Mas que episódio legal! Estava bem ansioso para a participação da Gwenth Paltrow na série, mas definitivamente todas as minhas expectativas foram superadas. E também adorei o mash-up final.

A trama foi simples, mas eficiente. E o roteiro colocou em evidência duas personagens que eu havia reclamado que estavam sumidas, Terri e Mercedes.

Quem também voltou com estilo foi Sue Sylvester e sua jogada pra tirar o diretor Figgins do colégio e assim se tornar a manda-chuva, com direito a Becky com headphone e tudo obedecendo às suas ordens.

Gwenth Paltrow aparece na série, como nome do episódio bem sugere, a substituta. Do Will, claro. Que assim como Figgins também fica doente e impossibilitado de treinar o Glee Club.

Holly Holiday, nome divertido por sinal, é uma pessoa extremamente de bem com a vida e que não se preocupa com nada. Só quer saber de se divertir, e esbanjando carisma, Gwenth Paltrow roubou todas as cenas em que apareceu, inclusive cantando e dançando, mostrando todos os seus talentos e encantando não só aos alunos do Schuester, mas a mim também.

Sobre os mini-gleeks, as fotos já tinham mostrado e foi muito divertido ver os adolescentes em versão infantil.

Quanto a Terri, ela voltou mais controlada e disposta a reconquistar Will e Mercedes, sentindo falta de Kurt resolveu descontar nos bolinhos de batata, rendendo cenas até legais, mas sinto falta da Mercedes da primeira temporada.

Os números musicais foram uma atração à parte, sendo que Umbrella com Singin’ In The Rain, foi sensacional. Além de um espetáculo visual, com coreografias legais, a música ficou excelente.

Categorias:Glee, Séries, TV Tags:, ,