Arquivo

Archive for setembro \30\UTC 2010

Glee – Auditions[02×01-Season Premiere]

Eu esperei até tempo demais para ver o episódio e minhas expectativas estavam baixas devido à enxurrada de críticas que eu li, do pessoal reclamando desse episódio, e me surpreendi totalmente, já que a escolha musical foi perfeita e a introdução dos novos personagens foi boa também.

O quarteto principal da série voltou mostrando o que tem de melhor, assim como os roteiristas já que não tinha como não rir do que eles fizeram para abrir esse segundo ano, zoando eles mesmos através dos comentários que foram feitos em blogs e etc.

Gostei dos novos personagens, Sam, Sunshine e Treinadora Beiste e sendo um ponto para balancear com o casal principal da série e Sue Sylvester. Já que Beiste é Sylvester só que no futebol. Enquanto que Sunshine e Sam cantam bem e podem roubar os holofotes do casal 20 Rachel e Finn.

Eu sinceramente adorei todos os números musicais, mas tenho que reconhecer que a dublagem não estava das melhores e a utilização de autotune exagerou, principalmente em Empire State Of Mind.

E o roteiro? Quem chegou até aqui com a série sabe que essa é a parte nebulosa do show, e tivemos alguns problemas já que a história de acabar com o Glee Club persiste por causa do corte de orçamento, mas a ameaça a Rachel e Finn foi muito bem-vinda.

O duelo de Rachel e Sunshine (interpretada por Charice, cantora filipina que está despontando no cenário musical agora) no banheiro foi bem interessante de se assistir, devido ao desespero de Rachel em perder o posto de estrela do coral.

Como sempre teve a questão do bullying sendo tratada, dessa vez mais na personificação da nova treinadora e também teve a interessante briga entre Quinn e Santana pela vaga entre as líderes de torcida.

Ah, e Matt saiu da escola, deixando Mike Chang como dançarino e novo namorado de Tina.

Categorias:Glee, Séries, TV Tags:, ,

Chuck – Chuck Versus The Anniversary[04×01-Season Premiere]

Chuck está de volta e pela segunda vez consecutiva tendo que recomeçar praticamente do zero, já que sua trama foi concluída na temporada passada, para que não tivesse um final em aberto.

Talvez por isso esse episódio não tenha sido tão bom quanto o patamar que a série já tinha estabelecido. Novos personagens, alguns se tornando regulares e algumas mudanças marcaram essa volta, além de muitas participações especiais.

Pelo menos nessa primeira parte da temporada devemos ter duas tramas comandando a série além da missão da semana, a busca de Chuck por sua mãe e ele escondendo de Ellie que voltou a ser espião.

Sobre a mãe de Chuck, achei a escolha perfeita até agora baseado na aparência de Linda Hamilton, pois Sarah Lancaster realmente é muito parecida com ela. E muito tem que se falar ainda sobre a mãe de Chuck e a pessoa que a mantém refém, Volkoff.

Eu gostei bastante de ver Dolph Lundgren voltando, no cinema e agora aparecendo na TV. Tudo bem que ele fez o típico personagem que ele está acostumado, mas ainda assim, foi legal de se ver.

A melhor parte do episódio sem dúvida correspondeu ao sext, mensagens de celular com conteúdo erótico, e Sarah e Morgan – se passando por Chuck -, trocando mensagens foi sensacional, ainda mais porque o momento não pedia aquilo.

Também é marcante o crescimento de Zachary Levi, cada vez mais seguro como o protagonista da série. Gostei da nova Buy More como uma fachada da CIA e estou ansioso para ver como irão inserir Big Mike, Jeff e Lester nesse contexto, já que não apareceram na premiere.

Categorias:Chuck, Séries, TV Tags:, ,

Nikita – 2.0[01×02]

Assim como a outra estreia do CW, Hellcats, Nikita também superior e muito seu episódio piloto, avançando bem a trama ao explicar a ligação entre Alex e Nikita. Dando uma explicação cabível e interessante para o desenrolar da temporada.

Eu estou adorando a Maggie Q e toda a melancolia que cerca sua personagem, Nikita é uma pessoa que passou por muita coisa na vida e que por amor resolveu desistir da vida de agente para se rebelar contra sua unidade, que se tornou uma companhia comandada por mercenários, tendo em seu líder Percy.

Aliás, Percy é o vilão da série, já que Michael (Shane West), querendo ou não, ainda questiona alguma das decisões de seu chefe e parece certo que ele irá para o lado de Nikita mais ou cedo ou mais tarde.

Adoro a Melinda Clarke e ela sempre faz esses personagens dúbios, agora ao mesmo tempo em que ela é a personal stylist dos agentes também é o Inquisidor, que pelo que parece tortura os prisioneiros.

Achei bem interessante o motivo de Nikita ter acolhido Alex, eu já iria até criticar o episódio já que até o final parecia ter sido tudo muito gratuito, até a revelação de que foi a agente quem matou os pais da recruta. E por isso, Nikita resolveu salvar a garota dos traficantes e desintoxicando-a.

Não dou tanto foco para a missão da semana, porque ela não se fez relevante no desenvolvimento dos personagens principais, mas se teve algo que me incomodou foi a repetição da cena entre Nikita e Michael e ele hesitando em atirar nela.

A série continuará com reviews no blog, pelo menos por enquanto e se mantiver o que vem sendo visto até aqui.

Categorias:Nikita, Séries, TV Tags:, ,

Outlaw – Pilot[Series Premiere]

Irregular. Assim que eu definiria essa série, mais uma de tribunal. Protagonizada por Jimmy Smits, após o sucesso de sua participação em Dexter. A série conta a história de um juiz da Suprema Corte americana, que decide largar tudo e ir para o outro lado da justiça, defendendo aqueles que em seu ponto de vista são inocentes, nos crimes em que foram acusados.

Confesso que os primeiros dez minutos do episódio onde acontece a mudança de vida de Cyrus Garza são muito corridos e mal desenvolvidos, espero que essa mudança dele seja melhor explicada com o tempo, porque se não ficará um pouco bobo.

A equipe dele é composta por uma assistente que o ama, uma investigadora particular sem papas na língua (a melhor personagem) e um advogado certinho, além do outro advogado que ele contrata que já era o responsável pelo caso.

A série depois ganha ritmo, com o personagem do Jimmy Smits mostrando que tudo que ele sabia como juiz será útil agora na sua nova vida, e também o desenvolvimento das tramas envolvendo as apostas, um vício dele, e ainda o tal cara que ficou vigiando poderá ser interessante.

A estreia foi boa na audiência, mas o segundo episódio – num novo horário e que será o definitivo – foi frustrante. Portanto, ainda não sei se seguirei com a série, dependerá muito das restantes.

Categorias:Outlaw, Séries, TV Tags:, ,

So You Think You Can Dance – Final

Foi uma final emocionante com apresentações fantásticas, tanto que nem escolhi uma favorita por crer que os três finalistas estavam no mesmo patamar.

Kent & Lauren – Bollywood

Lauren & Twitchy – Hip-Hop

Robert & Mark – Jazz

Robert & Lauren – Contemporâneo

Kent & Lauren – Jazz

Kent & Allison – Contemporâneo

Robert & Kathryn – Broadway

Lauren & Pasha – Cha Cha

Kent & Robert – Malevos

Quanto ao final em si, faltou alguém de nome para se apresentar, alguém relacionado ao mundo da música e que chamasse a atenção para o programa, mas foi bom rever algumas das apresentações e a vitória da Lauren coroou uma trajetória extremamente regular no programa.

True Blood – Evil Is Going On[03×12-Season Finale]

E chegamos ao final da temporada mais irregular da série até então, não que tenha sido um episódio ruim, mas a inconstância da série e nesse episódio, incomodaram.

A batalha final entre Eric e Russell acabou se tornando uma das tramas mais chatas já vistas na série. Já estou começando a me acostumar com roteiristas (em geral, de qualquer série) não conseguirem manter a grandiosidade daquilo que vêm criando, chegando na conclusão de uma maneira abrupta e meio sem sentido. Tudo bem que Godric apareceu como a consciência de Eric, mas e na segunda vez? Eric não estava morrendo. Aliás, não sei como o vampiro nórdico se livrou da morte no concreto e também achei que Pam fosse morrer.

Um outro ponto interessante a se perceber é o quanto Alan Ball e sua trupe de roteiristas são apegados aos seus personagens, que eu lembre, nenhum do elenco principal ainda morreu. O que deixa toda temporada com uma cara de recomeço e cansa, pois já sabemos que aqueles personagens novos que entram aos montes no inicio de cada temporada irão partir até o final.

Bon Temps acabou se tornando mais interessante do que o Fangtasia. Eu pensava que o Merlotte’s iria explodir ou coisa parecida e pensei que a principal vítima seria Tara, que estava mais do que nunca numa vibe depressiva e de despedida dos personagens.

Mas Tommy roubou o dinheiro do irmão “apenas” e isso pode ter lhe custado caro, já que eu acho sim que Sam o matou, aliás, o metamorfo anda um tanto quanto descontrolado, totalmente daquele Sam contido que nós conhecemos.

E Lafayette é bruxo. Parece que todos ali na cidade tem algum segredo sobrenatural, impressionante, mas que o fato dele ser bruxo assusta não só a ele, mas a mim também, e parece que Jesus será uma espécie de mentor.

A cidade está cada vez mais viciada em sangue de vampiro e isso deu trama para Jason que a gente ficou sem saber para onde ia com aquilo tudo da Crystal, mas ele irá cuidar dos parentes da garota, mas o que mais interessa é que o tráfico de V deve se intensificar na próxima temporada.

Sookie indo para o mundo das fadas e Bill enfrentando Sophie-Anne, não foram grandes cliffhangers, mas pelo menos servirá para a fada se conhecer e saber até onde seu poder vai.

E o que foi aquela casa do Hoyt e da Jessica. Aquele boneco é muito estranho, mas o “final” dado a eles foi o melhor possível.

So You Think You Can Dance – Top 4

Sem mais a interferência dos jurados, tudo agora é baseado no carisma de cada participante, e se fosse por mim Adéchiké poderia ir embora. Já que as apresentações dos demais foram ótimas.

Lauren & Pasha – Tango

Kent & Neil – Contemporâneo

Robert & Anya – Valsa Vienense

Lauren & Ade – Jazz

Adéchiké & Kathryn – Contemporâneo

Robert & Dominic – Hip Hop

Kent & Courtney – Disco

Adéchiké & Lauren – Jazz Africano

Mesmo assistindo bem depois de ter ido ao ar, me surpreendi e muito com a eliminação do Adéchiké, por essa eu não esperava. Agora só falta a final e promete ser excelente, já que meus três favoritos se mantiveram e conseguiram chegar lá.